Seja bem vindo(a)!!!

Seja bem vindo(a)!!!
Google
 

quinta-feira, 20 de maio de 2010

Biojóias Frivolité 2010: Colares e Brincos

Esta coleção é o que chamo de "mimo" e foi criada com a ajuda da uma senhorinha muito "fofinha" e seu lindíssimo frivolité. Cada peça é única e sem possibilidade de repetição. Todas as peças mesclam o frivolité com folhas e cascas do cerrado.
Uma curiosidade: o frivolité é feito todo manualmente, sem agulhas, quando muito com a navete.
Esta é Aurora, a frivoliteira.

2 comentários:

Anônimo disse...

Olá, Adriane, tudo bem? Eu me chamo Maria do Socorro e morei em Brasília na minha adolescência. Adoro esta cidade e, por mim, continuaria morando aí ainda!
Pesquisando sobre o frivolitê, encontrei seu blog.
Fiquei emocionada ao encontrar os trabalhos realizados em frivolité pela senhora Aurora. Eu não conhecia mais ninguém, além de uma tia que morava em João Pessoa, que o fazia. Ela tentou me ensinar quando lá estive mas eu era muito jovem e não me empeenhei em aprender. Quando minha tia faleceu, me dei conta de que ninguém da família sabia confeccionar este lindo trabalho e resolvi que iria aprender para que alguém da família desse continuidade. Então, resolvi tentar e, recentemente, encontrei a técnica na internet e consegui aprender a fazê-lo, desta vez sozinha! Atualmente moro em Londrina e encontrei somente uma artesã que o faz, mas, como eu, é auto-didata também.
Fiquei encantada com o trabalho realizado por vocês e gostaria de saber qual linha é usada para fazer estas lindas peças, pois eu gostaria de desenvolver a técnica e, se possível, divulgá-la, pois acho que está em extinção, e é uma pena um trabalho tão bonito e delicado, desaparecer.
Conto com sua ajuda e antecipadamente agradeço.
Um grande abraço,

Maria do Socorro Moreira.
E-mail: msocorromoreira@yahoo.com.br

Yasaí Biojóias by Adriane Adratt disse...

Olá querida,

Fiquei encantada com seu comentário. Aqui no DF tenho conhecimento de apenas quatro frivoliteiras (ou seja, apenas outras três além da D. Aurora) e todas já com idade avançada. Também lamento que a técnica possa se perder pois acho ela linda. Uma renda muito delicada. Bem, nosso trabalho é, além de ambiental, social. Sempre compro as linhas e tento comprar linha de boa qualidade. A que recomendo é a "âncora 10" que é uma linha fina e de algodão e tem um brilho muito especial. Dá um resuldado bem bacana. O que percebo quando D. Aurora produz que ela faz com calma e com carinho para não embolar a linha e para os nós ficarem bem omogêneos.

Abraço, Adriane.